Categoria: Geral

16 Ago 2022
A importância dos KPI’s na gestão e como deve defini-los 1

A importância dos KPI’s na gestão e como deve defini-los

KPI é a abreviação de “Key Performance Indicator” que tal como o nome indica, funciona como um indicador-chave de desempenho. Estabelecendo KPI’s numa empresa, é possível monitorizar o desempenho da mesma: consegue compreender quais são os obstáculos que estão a aparecer no seu caminho e não lhe estão a possibilitar atingir objetivos, auxilia-o com as potenciais melhorias, dando-lhe uma visão clara daquilo que realmente vai impactar com sucesso o seu negócio.

Importância dos KPI’S

A falta de planeamento estratégico é uma das principais causas do insucesso empresarial e que termina com muitos negócios.
Para ter êxito na sua organização é preciso prescindir de tempo para pensar em estratégias a implementar. O uso de indicadores de desempenho é provavelmente a forma mais transparente de demonstrar os resultados que um negócio tem principalmente se usados desde o início, uma vez que a partir desta estratégia não é possível encobrir pontos negativos ou interpretar de forma errada os resultados.

A maior vantagem do uso de KPI’s é transformar números avulsos em resultados e conhecimento sobre a empresa. Desta forma é possível fazer previsões e diagnósticos, identificando problemas que vão surgindo durante a jornada, possibilitando a realização de alterações na estratégia se for necessário, melhorando o posicionamento da organização no mercado.

Outro ponto muito importante é o facto destes indicadores incluírem os colaboradores na estratégia do negócio. Ao partilhar os KPI’s com a equipa e fazendo-a estar a par de quanto os seus esforços contribuíram para o bom desempenho da organização, fará com que esta se sinta importante e motivada.

Os KPI’s como oferecem resultados medíveis, ajudam a mapear quais são as áreas de negócio numa empresa que estão a precisar de melhorias, facilitando a gestão das mesmas.
Permitem também obter mais clareza acerca dos objetivos que a empresa precisa de traçar, auxiliando na eficiência das equipas de trabalho e impulsionando as vendas. Além disso, são uma preciosa ajuda no uso de recursos: proporcionam um uso mais inteligente dos mesmos, que resultam numa economia significativa dos custos e despesas.

Como pode ver, o uso de KPI’s num negócio pode não só salvar uma empresa do fracasso, como ainda ajudá-la a alcançar o sucesso.

 

Como deve definir KPI’s

Existe um leque enorme de indicadores de desempenho para utilizar num negócio, mas nem todos são relevantes para aquilo que pretende implementar nem para os objetivos que deseja atingir.
Deve efetuar uma escolha coerente de acordo com os objetivos e estratégia que pretende executar na sua organização. Lembre-se que é importante que escolha KPI’s que tenham um impacto relevante e positivo no processo. Será uma perda de tempo se monitorizar determinados fatores que se mostrem totalmente insignificantes para atingir os resultados esperados. Devem também ser adequados à situação que a empresa vive no momento, podendo ser alterados e ajustados de acordo com a circunstância do negócio.

Para poder escolher os KPI’s mais indicados para o seu negócio, deve ter em conta alguns aspetos:

  • Qual o cenário atual da sua empresa;
  • Que entraves estão a afetar o desempenho da organização;
  • Os objetivos que pretende cumprir;
  • Perceber se esses objetivos são tangíveis;
  • Áreas de atuação que se deve aplicar os indicadores de desempenho;
  • A meta estabelecida é realmente relevante para a empresa?
  • É possível cumprir esses objetivos dentro do tempo estipulado?

É fundamental que os KPI’s escolhidos sejam fáceis de medir e de verificar. Além disso, devem ser escolhidos de forma objetiva e a partir de avaliações de desempenho feitas no setor onde estes indicadores vão ser usados. Para que a estratégia delineada traga os resultados desejados, é igualmente essencial promover uma boa comunicação entre equipas de forma a garantir que todos estão comprometidos com os mesmos objetivos.

 

Tipos de KPI’s

Como mencionado anteriormente, há uma grande variedade de indicadores de desempenho que podem ser usados num negócio. Nesse sentido, eles são divididos em três grandes categorias de forma a se conseguir entender melhor o seu funcionamento. Trabalham em conjunto, mas respeitam uma hierarquia. Confira abaixo como são divididos os KPI’s.

 

KPI’s primários

Estes indicadores são os principais a ter em conta se quisermos perceber se o plano traçado para a empresa está a ser cumprido e qual a sua evolução, uma vez que possibilita uma análise mais completa da gestão da empresa. Eles medem os resultados e dizem se as ações estão a ser lucrativas para o negócio. Como exemplo desses indicadores, é possível destacar a taxa de conversão e a receita por compra.

 

KPI’s secundários

Já estes indicadores trabalham em função dos KPI’s primários. Explicam o porquê dos resultados, justificando o sucesso ou insucesso da estratégia implementada. Ou seja, podem medir parâmetros como a quantidade de interações com um call to action feito ou até mesmo o número de assinantes de uma newsletter.

 

KPI’s práticos

Os indicadores de desempenho práticos são mais simples, mas muito importantes. São usados para explicar os resultados dos primários e secundários. São mais detalhados e recaem sobre fatores como tendências e comportamentos. O número de novos clientes, as interações sociais ou até mesmo a taxa de rejeição são exemplos de indicadores práticos.

 

Exemplos de KPI’s

Os indicadores de desempenho podem ser aplicados em várias áreas de negócio de uma empresa, colocando em prática a estratégia para atingir os objetivos delineados. Embora existam vários de que pode tirar partido, deixamos-lhe alguns exemplos dos principais KPI’s:

  • Indicadores de produtividade: Mede a quantidade de recursos usados para criar um produto ou serviço, avaliando a eficiência dos colaboradores e dos processos. Esses recursos podem ser financeiros, humanos, temporais, entre outros.
  • Indicadores de qualidade: Está relacionado com indicadores de produtividade. Mostram como o serviço/produto é apresentado ao público, reduzindo a quantidade de erros.
  • Indicadores estratégicos: Comparam o cenário atual da empresa com o ideal. Otimizam processos e melhoram a estratégia do negócio.
  • Valor do ticket médio: Explica a dinâmica comercial. Acompanha parâmetros como o número de vendas por cliente e vendedor de forma a entender qual o desempenho do setor em causa.
  • Indicadores de capacidade: Mede a capacidade de resposta de um processo. Por exemplo, a quantidade fabricada de um produto num determinado período.

 

Estes são apenas alguns exemplos de KPI’s escolhidos por nós. Definir e acompanhar estes indicadores é uma estratégia fundamental que deve implementar no seu negócio se pretender alcançar o sucesso. Embora existam bastantes por onde escolher, antes de o fazer, siga os nossos conselhos e lembre-se que as suas escolhas devem combinar com as necessidades da sua organização.

09 Ago 2022
Vantagens de um software de logística 2

Vantagens de um software de logística

Uma empresa que esteja envolvida no setor da logística e ambicione ter um negócio eficiente deve cumprir alguns objetivos: gerir stocks, entregar a mercadoria correta, no menor tempo possível, otimizando custos. Conquistar um elevado nível de produtividade e eficiência neste setor não é uma tarefa fácil e, neste sentido, surge a necessidade de implementar novas estratégias no negócio, de forma a otimizar todos os processos.

Devido à evolução digital, tornou-se uma realidade a presença da tecnologia em praticamente todos os negócios, e o setor da logística não é exceção à regra, muito pelo contrário. Uma vez que este setor detém um papel estratégico e de extrema importância no mundo empresarial, o seu desenvolvimento dentro da área acelerou, revelando-se um dos setores mais beneficiados com a transformação tecnológica.

Desta forma, está a tornar-se cada vez mais comum a implementação de tecnologias, nomeadamente, softwares de gestão. O uso de um sistema logístico é essencial para que haja um controlo rigoroso de todos os processos envolventes e ajuda a empresa a atingir a excelência no seu setor. Através desta tecnologia o seu negócio vai ser capaz de:

  • Controlar os stocks em armazém
  • Encontrar encomendas rapidamente
  • Tratar dos pedidos com mais eficiência
  • Reduzir os erros de expedição
  • Monitorizar mercadorias

 

Apesar da utilização de softwares de gestão na área da logística ser uma estratégia cada vez mais pensada e valorizada, ainda são muitos os que desconhecem as vantagens que este sistema consegue trazer para o negócio.

Benefícios de um software logístico

À volta do setor da logística, circula um conjunto de processos que podem tornar-se bastante complexos de gerir caso a empresa não possua os meios tecnológicos necessários. Desta forma o aumento da produtividade e eficiência esperados podem tornar-se muito difíceis de atingir.

É em resposta a estas necessidades que surge a solução ERP adequado ao setor logístico. Ao adotar este sistema, terá uma presença mais competitiva no mercado através de um trabalho muito mais eficiente e de um serviço ao cliente com mais qualidade. Veja abaixo os benefícios que poderá usufruir se investir num sistema de gestão logístico:

Facilita o planeamento

Com certeza que terá delineado um plano com objetivos a curto e longo prazo, no entanto, precisa de ter disponibilizada toda a informação necessária como apoio à sua tomada de decisão. Com um software logístico é possível ter acesso a relatórios únicos e personalizados que são fundamentais para negociar os melhores valores com os fornecedores ou condições mais vantajosas para o negócio, assim como para promover uma tomada de decisão mais eficiente.

Reduz erros e o retrabalho

Um trabalho realizado manualmente está sempre mais propício a erros. No entanto, se pudermos contar a o auxílio da tecnologia, o cenário altera bastante. Eliminando trabalhos manuais, os erros diminuem bastante assim como a necessidade de realizar retrabalhos, o que promove a produtividade da equipa.

Reduz os custos

Um dos benefícios mais cobiçados. Através do uso de um sistema ERP, comprova-se que há uma redução dos custos devido a vários fatores:

  • Eliminando os trabalhos manuais da rotina dos trabalhadores e a necessidade de retrabalho, a produtividade dos recursos humanos da empresa aumenta.
  • Através de um melhor acompanhamento dos processos, é possível identificar falhas o que permite executar as melhorias necessárias.
  • Permite fazer escolhas mais eficientes das transportadoras com melhores preços.
  • Ao fazer uma gestão eficiente de stocks, apenas terá armazenada a quantidade ideal de mercadoria, evitando elevados níveis de stock acumulado. Além disso também vai permitir que efetue encomendas na altura ideal com a quantidade específica que necessita, evitando ruturas de stock ou eventuais desperdícios. Tudo isto contribuirá para uma redução dos gastos da empresa.

 

Otimiza os processos

Através de um software de gestão, consegue obter um maior controlo sobre todos os processos logísticos que vão desde a negociação com fornecedores até à distribuição e envio das mercadorias ao consumidor final. Assim passa a ser possível acompanhar todas as tarefas de forma eficaz e mais facilitada, antecipando eventuais falhas.

As informações são mais seguras e precisas

Com um ERP todas as informações passam a estar centralizadas e totalmente interligadas num único local, onde poderão ser acedidas por qualquer colaborador do departamento. Além disso, um software de gestão garante uma elevada segurança dos dados, evitando a fuga de informações sigilosas e monitorizando quem acede aos dados que são disponibilizados.

Aumenta a qualidade dos serviços

O cliente atual é cada vez mais exigente e espera adquirir um produto num curto espaço de tempo e em perfeitas condições. Ao investir num sistema ERP para a logística, terá um aumento da qualidade do seu serviço, assim como da satisfação dos clientes uma vez que este melhora o desempenho do serviço e aumenta rapidez dos processos.

Não perca mais tempo e otimize a logística da sua empresa! Saiba mais com um dos nossos consultores.

19 Jul 2022
Lei n.º 93/2021 obriga empresas a implementar canal interno de denúncias 3

Lei n.º 93/2021 obriga empresas a implementar canal interno de denúncias

No dia 18 de junho de 2022 entrou em vigor, no âmbito de aplicação da Lei n.º 93/2021, de 20 de dezembro, um novo regime de proteção de denunciantes, que obriga empresas do setor privado e público, que empreguem 50 ou mais trabalhadores, a ter o seu próprio canal de denúncia interna de infrações.

Esta medida tem o objetivo de proteger a identidade dos denunciantes e potenciar a cultura ética das organizações, promovendo a transparência das mesmas, através da denúncia de infrações e irregularidades que são exercidas durante a atividade profissional do denunciante. O incumprimento desta nova lei obriga ao pagamento de coimas que podem chegar até aos 250.000,00€.

Dar a conhecer a entidades próprias estas infrações, irá salvaguardar não só interesses públicos, mas também o bem-estar das próprias empresas e da sociedade. Ressalva-se que deve ser garantida a confidencialidade e segurança dos denunciantes.

 

Solução Jurisflow – Canal interno de denúncias

 

Para dar resposta a esta nova obrigação, apresentamos a nossa solução Jurisflow – Canal Interno de Denúncias.

Através da plataforma, o denunciante pode registar a sua denúncia, em perfeitas condições de anonimato.

A comunicação que foi feita é enviada para quem está responsável na organização por tratar e analisar estes casos. Durante o processo, o denunciante poderá sempre consultar o estado da denúncia através de um código que é gerado na plataforma. Por fim, a organização concluirá a análise do caso, cuja conclusão será dada a conhecer ao denunciante.

19 Jul 2022
A Wordplex tem nova identidade 4

A Wordplex tem nova identidade

A Wordplex, que faz parte do Grupo Pontual, renovou a sua identidade passando agora a chamar-se Wordplex – IT Legal Solutions. Desta forma, vai realçar o seu posicionamento no mercado em que opera há mais de 40 anos – o setor legal.

Para complementar a nova identidade, há um novo logotipo, mais moderno e sofisticado, e ainda um website totalmente remodelado, para que todos os clientes possam acompanhar da melhor forma as soluções tecnológicas que a marca tem disponível no mercado direcionadas aos notários, advogados e departamentos jurídicos.

Através da Wordplex, os profissionais do setor legal podem digitalizar e otimizar o seu trabalho através de softwares jurídicos, soluções de cibersegurança, hardware e infraestruturas TI e ainda websites especializados.

A Wordplex – IT Legal Solutions pretende aumentar a notoriedade da sua marca através desta evolução digital e promovendo uma nova experiência tecnológica perante os seus utilizadores.

Saiba mais através de https://wordplex.es

19 Jul 2022
Unidade de negócio PHC funde-se com dois parceiros e dá origem à BNext 5

Unidade de negócio PHC funde-se com dois parceiros e dá origem à BNext

O período da aceleração digital que vivemos traz novos e mais exigentes desafios para o mercado tecnológico. Desta forma, às empresas do setor compete, em primeiro lugar, entender e interpretar corretamente este contexto e, depois, adaptarem-se para continuar a corresponder às necessidades dos clientes com a máxima qualidade e eficiência.

É por isso que, na Pontual, a unidade de negócio PHC vai iniciar um novo capítulo, fundiu-se com as empresas Solunext e Big Level para dar origem a um novo parceiro – a BNext.

A BNext irá apresentar-se assim ao mercado consolidando a estrutura dos três parceiros que lhe dão origem.
Tudo numa só organização, mais robusta, com mais equipa, mais capital de experiência e competências, e mais soluções que aportam valor.

Acreditamos que este é o passo certo rumo a um futuro onde todos saíremos a ganhar, sobretudo os nossos clientes, que passarão a usufruir de um parceiro com a tripla capacidade de responder às necessidades específicas do seu negócio.

No âmbito desta fusão, a BNext irá ficar integrada no Grupo Pontual. Sendo que a nível operacional, do ponto de vista dos clientes, tudo se irá manter inalterado. As pessoas de contacto com as quais está habituado a comunicar vão manter-se as mesmas.  A sede da nossa unidade PHC – em breve designada BNext – também vai permanecer em Santa Maria da Feira, embora noutras instalações. E tanto as questões contratuais como os processos de suporte e assistência vão manter-se os mesmos.

O lançamento oficial da BNext está previsto para o dia 1 de setembro, data em que as várias empresas envolvidas passarão a operar e comunicar totalmente enquanto BNext.

30 Mar 2022
Parceria Pontual e Tickelia traz solução para a gestão de despesas nas empresas 6

Parceria Pontual e Tickelia traz solução para a gestão de despesas nas empresas

Gerir as contas correntes é uma tarefa essencial em qualquer empresa, independentemente da sua dimensão ou setor de atividade, de forma a ser possível controlar a liquidez e otimizar custos, aumentando a rentabilidade do negócio.

A Pontual e a Inology têm contribuído para a obtenção de maior agilidade nesse processo em organizações de diferentes setores de atividade. Com a recente parceria entre as duas empresas, o produto Tickelia passa a integrar o portefólio da Pontual – IT Business Solutions, com o objetivo de consolidar uma maior presença no mercado português.

A Tickelia é a solução desenvolvida pela Inology para a gestão e pagamento de despesas dos colaboradores, permitindo também gerir os gastos em viagens de trabalho.

“Esta parceria traz inúmeras vantagens aos nossos clientes, que passam a usufruir de uma solução que lhes simplifica o registo e conciliação das despesas e melhora substancialmente o controlo das mesmas”, indica Cláudia Andrade, COO da Pontual.

De facto, com apenas algumas fotografias e alguns cliques a partir de uma plataforma que está ligada ao sistema de gestão empresarial (ERP), as empresas deixam de estar expostas à perda de talões ou ao tempo investido no registo manual dessas faturas. Entre outros benefícios, incluem-se a possibilidade da empresa gerir as restrições de despesa mediante o perfil de colaborador, a oferta de um cartão corporativo para pagamento inteligente ou ainda a maior eficácia na anulação de possíveis tentativas de fraude.

São já mais de 1600 clientes que gerem despesas através da Tickelia, solução líder de mercado na península ibérica e presente em mais de 120 países.

Parceria Pontual e Tickelia traz solução para a gestão de despesas nas empresas 7

11 Nov 2021
Otimize a infraestrutura TI com uma combinação de Cloud e On-Premise 8

Otimize a infraestrutura TI com uma combinação de Cloud e On-Premise

À medida que mais empresas migram os seus sistemas para soluções Cloud, é crescente a perceção de que o modelo de Cloud pública – aquele em que o hardware, o software e as outras infraestruturas de apoio são detidos e geridos pelo fornecedor – não é a solução para todas as organizações, dependendo da respetiva complexidade de processos e exigências ao nível de desempenho, agilidade e acessibilidade.

Neste sentido, cada vez mais as arquiteturas de armazenamento em Cloud híbrida estão a evoluir.

O que é a computação em Cloud híbrida?

Como o próprio nome indica, a nuvem híbrida é um modelo de computação que combina as características da Cloud pública e da Cloud privada – esta, por sua vez, é aquela em que o servidor e alojamento estão dentro da empresa e mantidos numa rede privada.

A Cloud híbrida é um modelo que combina infraestrutura no local juntamente com uma Cloud pública, permitindo que os dados e as aplicações se movam entre os dois ambientes – com a vantagem de poder manter em segurança as informações confidenciais e que não pretenda que sejam partilhadas além da esfera interna da organização.

Muitas empresas estão a optar por esta abordagem não só para cumprirem regulamentos relacionados com a proteção de dados, mas também para tirar o máximo partido da infraestrutura TI que têm dentro de portas, bem como solucionar problemas de baixa latência e performance.

Quais as vantagens da Cloud híbrida? 

Uma plataforma de Cloud híbrida dá às organizações muitas vantagens, como maior flexibilidade, mais opções de implementação, segurança, conformidade e obtenção de mais valor a partir da infraestrutura existente.

Por exemplo, é possível ir buscar facilmente recursos à Cloud pública para suportar qualquer capacidade excedida na infraestrutura local, com a empresa a gastar apenas em função dos recursos que utilizou temporariamente, durante esse período.

Além disso, é possível utilizar todo esse potencial sem que os dados e informação confidencial – como os dados dos seus clientes – sejam partilhados.

Esta relação custo-benefício entre a implementação de aplicações e sistemas de gestão nos modelos Cloud e On-Premise não é, muitas vezes, óbvia. A revolução digital está a pressionar o mercado a um ritmo nunca antes visto e as organizações são desafiadas todos os dias.

No fundo, a grande vantagem é poder tirar o melhor partido dos dois modelos: da Cloud pública obtém-se a flexibilidade, escalabilidade e agilidade; da On-Premise retira-se a maior segurança, confiança e velocidade de integração com outras plataformas e equipamentos locais.

Fale connosco para saber mais sobre a implementação de uma infraestrutura híbrida (Cloud & On-Premise)

Na Pontual encontra todas as soluções que precisa:

  • Data Center;
  • Servidores;
  • Armazenamento;
  • Virtualização.
09 Nov 2021
Qual é a diferença entre o Microsoft 365 e o Office 2021? 9

Qual é a diferença entre o Microsoft 365 e o Office 2021?

O Microsoft 365 é um serviço de assinatura, ou seja, sob pagamentos mensais ou anuais, garantindo as ferramentas de produtividade mais recentes da Microsoft, incluindo Cloud (Exchange, Teams, OneDrive e Sharepoint), IA e Machine Learning. Há planos do Microsoft 365 para uso doméstico e pessoal, bem como para pequenas, médias e grandes empresas, escolas e entidades sem fins lucrativos.

Já o Office 2021 é de pagamento único para obter um certo número de funcionalidades. Portanto, isto significa que, com o Microsoft 365 as empresas já conseguiam aceder a recursos que só ficaram agora disponíveis para empresas com o Office 2021 e, mesmo assim, nem todos os recursos do Microsoft 365 são disponibilizados no Office 2021.

O Office 2021 apenas recebe atualizações de segurança e correção de bugs, deixando de fora a atualização de ferramentas. Neste caso, se quiser atualizar para a versão principal seguinte, terá de a comprar e pagar o preço na totalidade. Para além disso, até mesmo as atualizações de segurança costumam ter um prazo e, uma vez que finda o prazo de suporte, a ausência de atualizações de segurança torna inviável esta solução numa organização devido ao risco que acarreta.

Qual é a opção recomendada?

Dado que a tecnologia no mundo atual é dinâmica e com atualizações constantes, é recomendado que recorra a um serviço de assinatura, que seja atualizado com pequenas novas funcionalidades e correções em modo contínuo, ou seja, desta forma o mesmo nunca fica obsoleto. Para além disso, uma característica do modelo de subscrição é que pode desistir da solução quando não necessitar da mesma.

Quais as vantagens mais significativas do modelo de subscrição?

Destacamos as seguintes vantagens:

  • Adicionalmente ao Outlook, Word, Excel e PowerPoint presente nas duas opções terá também o Access e o Publisher à sua disposição.
  • Novas atualizações de funcionalidades automáticas
  • Versões Web das aplicações do Office
  • Cocriação em tempo real, pelo que múltiplos utilizadores podem trabalhar no mesmo documento em simultâneo
  • 1 TB de armazenamento do OneDrive para armazenamento e partilha de ficheiros
  • Acesso ao Microsoft Forms

 

Subscrever o Microsoft 365 é investir no futuro e inovação.

Contacte-nos para mais informações.

03 Nov 2021
Chegou o Windows 11: saiba todas as novidades 10

Chegou o Windows 11: saiba todas as novidades

O Windows 11 já está disponível para ser descarregado gratuitamente e traz muitas novidades. A grande mudança revela-se na interface e na imagem que a Microsoft trouxe para este sistema.

O Windows 11 conta com ferramentas de fácil utilização que lhe permitem otimizar o espaço de trabalho e maximizar a produtividade. Em combinação com Microsoft 365, não existem limites para a produtividade.

Destacamos as seguintes novidades:

  1. Apps Android no Windows

Agora, é possível usar as apps do sistema da Google no Windows. A Microsoft estabeleceu uma parceria com a Amazon para o efeito. Para poder aceder, é necessário descarregar a Appstore da Amazon, que estará disponível na nova loja da Microsoft.

  1. Teams na barra de ferramentas

O menu Iniciar passou para o centro do ecrã, em vez de estar à esquerda, tendo em conta que é o local para onde olhamos de forma natural. A Microsoft incorporou diretamente o Teams, a sua ferramenta de conversação e videochamadas, no menu.

Com um simples clique, é possível ver os contactos, as mensagens, etc.

  1. Fixar a disposição das janelas

Com o Windows 11 passa a ser mais fácil dispor todas as janelas no ecrã, através de um novo botão que surge no topo, entre o X e o botão de minimizar. Com esse novo botão pode definir onde quer colocar as janelas.

Mas atenção: existem algumas especificações de hardware e software que o seu PC terá de cumprir para poder instalar. Se o seu computador foi lançado nos últimos dois ou três anos, não deverá encontrar problemas quanto aos requisitos de hardware. O Windows 11 obriga a que tenha o chip de segurança TPM versão 2.0. Na configuração deve ter também um processador com pelo menos 1 GHz de velocidade, com dois ou mais núcleos, a 64 bits. Quanto à memória tem de ter pelo menos 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno. Mas não fica por aqui: o sistema deverá ter ainda BIOS UEFI com boot seguro. A placa gráfica tem de ser compatível com DirectX 12. Por fim, o ecrã do computador deve ter pelo menos 9 polegadas e uma resolução de 720p.

Leia mais informação sobre os requisitos mínimos e verificação de compatibilidade aqui.

Se precisa da nossa ajuda para verificar se o seu PC está pronto para o Windows 11, fale connosco.

08 Out 2021
Syslog: A extensão do seu ERP para ambiente de armazém 11

Syslog: A extensão do seu ERP para ambiente de armazém

O Syslog é uma solução de gestão de armazéns para terminais portáteis ligado de forma online e em tempo real com o seu ERP. Permite que efetue tarefas de logística de forma simples, objetiva e móvel. Entre as várias tarefas disponíveis, destacam-se a receção de mercadorias, picking de encomendas de clientes, inventários e etiquetagem.

Está disponível para Android v4.4 ou superior.

Requisitos mínimos de hardware:

  • 5 polegadas ecrã ou superior;
  • 3 GB RAM;
  • Leitor de código barras incorporado.

 

Com elevado grau de parametrização, o Syslog permite uma adaptação das suas features às necessidades reais da empresa. Cobre os diversos processos logísticos de um armazém, funcionando em terminais portáteis (códigos de barras 1D e 2D). A comunicação funciona por Wi-Fi, permitindo uma interatividade em tempo real entre o seu ERP e o seu armazém.

Já se encontra disponível a integração com Primavera, PHC, Eticadata, Sage 50c e Sage 100c.

Qualquer informação adicional, não hesite em contactar.